Joias de Prata 925 e 950

Pulseiras e Braceletes de Prata 925 e 950

Bracelete de Prata 925 com Multigemas Naturais

Bracelete de Prata 925 com Multigemas Naturais

(001746)

Marca:  Preciosa  | 

Modelo:  Jóia de Prata 925 com Gemas Naturais

Deslumbrante Bracelete de Prata 925 com Shell, Turquesas, Topázios Místicos e Ametistas Naturais

mais informações

Bracelete de Prata 925 com Multigemas Naturais

(001746)

Marca:  Preciosa  | 

Modelo:  Jóia de Prata 925 com Gemas Naturais

Deslumbrante Bracelete de Prata 925 com Shell, Turquesas, Topázios Místicos e Ametistas Naturais

mais informações

As combinações acima não possuem estoque.

de: R$ 1.499,00

por: R$ 749,00

ou por 12x de R$ 75,20 com juros

ESTOQUE: 1

Quantidade

+

-

COMPRAR

Ver outras formas de pagamento e parcelamento

Frete e prazo

Frete e prazo

calcular

Não sei meu cep

Descrição do Produto

DESCRIÇÃO:

Bracelete de Prata 925 com Shell, Turquesas, Topázios Místicos e Ametistas Naturais

Nome da(s) Pedra(s): Shell, Turquesas, Topázios Místicos e Ametistas Naturais
Cor da(s) Pedra(s): Bege, Creme, Marrom, Azul, Colorido Arco-Íris e Roxo
Dimensões da(s) Pedra(s): 8,0 X 7,0 mm a 25,0 X 23,0 mm
Corte da(s) Pedra(s): Sem Lapidaçao, Fancy Cabochão e Oval Facetada
Peso da Jóia: 69,0 g (peso total de prata + pedra), ou 345,0 CT
Comprimento: 19,5 mm a 21,5 cm
Largura: 38,0 mm
Tamanho da(s) Pedra(s): mm a mm
Clareza da(s) Pedra(s): IF a VVS e Excelente
Brilho: Lindo
Tratamento: Não Aquecido
Metal: Prata 925
Origem: Brasil, Uruguai e EUA
Origem da Jóia: Índia
Quantidade: 01 peça

CURIOSIDADES:

Concha Shell

A concha shell, também conhecida simplesmente como um escudo, é uma dura camada protetora exterior criada por um animal que vive no mar. O escudo é uma parte do corpo do animal. Conchas vazias são frequentemente encontradas levadas para as praias pelo movimento das marés. As conchas são vazias porque o animal morreu e as partes moles foram comidas por outro animal ou apodreceram.
O termo concha geralmente refere-se ao exoesqueleto de um invertebrado (um animal sem uma espinha dorsal). A maioria das Shell que são encontradas nas praias são conchas de moluscos marinhos, e muitas dessas conchas são mais resistentes do que outras conchas.
As Conchas foram admiradas, estudadas e utilizadas por seres humanos para muitas finalidades diferentes ao longo da história e da pré-história. Conchas inteiras ou partes de conchas do mar têm sido usadas como jóias ou em outras formas de adorno desde os tempos pré-históricos.

Ametista

O nome vem do Grego amethystos, significa não ébrio, não bebido. É a pedra mais apreciada da família dos Quartzos. A sua cor é violeta púrpura, podendo ser mais profunda ou mais suave; também é encontrada com faixas brancas de quartzos leitosos.

Esta pedra ocupou destaques importantes em ornamentos católicos ao longo dos séculos, considerada a pedra de Bispos e Cardeais. No século XVIII era muito valorizada, após descoberta de jazidas no Brasil se tornou uma pedra de médio valor. Quando têm formato de pirâmides, a cor mais intensa predomina nas pontas dos cristais. A ametista é encontrada em muitos países, mas os maiores depósitos estão no Sul do Brasil e no Uruguai.

Jazidas: As Ametistas são encontradas em geodos, gretas ou jazidas aluvionares. As jazidas mais importantes estão no Brasil, Uruguai e República de Malgaxe.

Cuidados com a sua ametista: A Ametista é uma pedra muito durável e por isso é uma ótima escolha para o uso diário. Deve-se apenas tomar o cuidado de retirar a jóia em atividades em que a pedra possa sofrer riscos. Tomando-se este cuidado a pedra estará sempre intacta.

Propriedades: Pedra da Alma, pedra utilizada para abertura do 3º olho, acalma a vibração trazendo tranqüilidade para o interior da mente. Libera a tensão. Mexe com o corpo mental, protege conta doenças, tranqüiliza. É usada para insônia e enxaqueca. Atua sobre o sistema circulatório, imunológico e metabólico. Acalma a mente, aumentando a memória e a motivação.

Topázio

O topázio está entre as gemas mais tradicionais e de uso mais antigo. Pode ser encontrado em muitas cores: amarelo, rosa, azul, incolor, vermelho etc, mas, por ser a amarela a mais valiosa, muitos pensam ser sempre esta sua cor.
A variedade amarela-alaranjada, comercialmente conhecida como topázio imperial, é particularmente importante para os brasileiros, pois nosso país é o único que a produz. Ele é extraído apenas em Minas Gerais e somente no município de Ouro Preto. Trata-se, pois, de uma gema de ocorrência muito restrita
O citrino, uma variedade de quartzo de cor semelhante à do topázio imperial, mas de menor valor, é freqüentemente vendido como se fosse esta gema. Estima-se que 80% da s pedras que são vendidas como topázios são, na verdade, citrinos. Isso explica o grande número de nomes comerciais enganadores dados ao quartzo amarelo: topázio da Boêmia, topázio de Salamanca, topázio Escocês, Topázio Hinjosa, topázio Madagascar, etc. No Brasil, já foram muito usados os nomes topázio Rio Grande, topázio Bahia e topázio Palmeira, dos quais o primeiro pelo menos foi praticamente abandonado no Rio Grande do Sul, seu principal produtor.
Esses nomes podem enganar o consumidor duplamente: primeiro por ser tratar de citrino e não de topázio; segundo porque muitas vezes a cor desse citrino foi obtida artificialmente, por tratamento térmico de ametista.
O quartzo amarelo assim obtido é muito apreciado e responde por boa parcela das exportações de gemas gaúchas. Mas, não se trata de nenhuma fraude, desde que ele seja vendido pelo que é, ou seja, citrino, e não topázio. Mas, como distinguir citrino de topázio imperial?
Se forem gemas brutas, a distinção não é difícil, bastando verificar a dureza (maior no topázio), clivagem (ausente no citrino) e morfologia dos cristais, por exemplo. Mas, se forem lapidadas, fica bem mais difícil e é preciso recorrer a equipamento gemológico que permita determinar propriedades como o índice de refração e a densidade (ambos mais altos no topázio).
A água-marinha e o topázio azul também podem ser confundidos. Mas, neste caso o topázio é que é a gema menos valiosa e são raros os nomes enganadores, tipo água-marinha Nerchinsk (topázio azul).
Normalmente pensa-se no Topázio como amarelo dourado, transparente. No entanto, ele pode ainda ser amarelo-laranja, vermelho, cor de mel, cereja escuro, verde claro, azul e rosa. O nome Topázio deriva da palavra Grega (Bllhar) e também se aplica à palavra fogo. O Topázio Imperial e os Rosas são os mais valiosos.

Jazidas: O Topázio encontra-se no Brasil, na Nigéria e no Sri Lanka

Cuidados com seu Topázio: Recomenda-se tirar o Topázio para atividades que possam desgastar, riscar ou quebrar a pedra.

Propriedades: Proteção, melhora a circulação, afasta a ira, ajuda a regenerar os tecidos, representa a energia. Intensifica e transforma os pensamentos e sentimentos mais subjetivos em forma concreta. Rejuvenesce o corpo elétrico e o alinha com o corpo físico.

Turquesa

Uma das gemas mais tradicionais, a turquesa, é um mineral valioso e é, possivelmente, o mais valioso mineral não-transparente no comércio de jóias. A turquesa tem sido minada por eras, desde pelo menos 6000 aC. pelos adiantados egípcios. Sua história também inclui belas criações ornamentais por nativos americanos e persas. Sua popularidade ainda é muito forte hoje.

Trata-se de um fosfato hidratado de cobre e alumínio. É reconhecida principalmente por sua cor, tão característica que se fala com muita freqüência em azul-turquesa.

A cor, na verdade, varia do azul-celeste, a mais valiosa, ao verde-azulado ou verde-amarelado. Os tons azuis são devidos ao cobre e os verdes, à presença de pequenas quantidades de ferro.

Ao contrário da maioria das gemas, a turquesa não tem brilho vítreo, e sim porcelânico. Tampouco mostra transparência, sendo translúcida a opaca.

Apesar da cor e brilho característicos, nem sempre é fácil identificar a turquesa. Existem outras gemas que podem se assemelhar a ela, como a amazonita, a crisocola e variscita.

Existe também a turquesa reconstituída, obtida com gema natural pulverizada misturada a uma cola e prensada, de modo a ficar compacta o suficiente para poder ser lapidada.

As turquesas mais valiosas provêm do Irã, mas este é desafiado por alguns espécimes do sudoeste dos Estados Unidos. No Brasil, a produção é muito pequena.

O nome turquesa pode ter sido dado com referência aos turcos, que introduziram esta pedra na Europa. Costuma-se lapidá-la na forma de cabochão e não facetada, pois além de ser uma pedra opaca, possui veios terrosos escuros.

Jazidas: As jazidas do Sinai foram exploradas há 4.000 anos a.C. As melhores turquesas são encontradas no Irã (turquesa persa). Outras jazidas podem ser encontradas no Afeganistão, Austrália, China (Tibete), Israel, Tanzânia e EUA.
Cuidados com sua turquesa: A natureza porosa e a baixa dureza do mineral tornam as pedras muito sensíveis, pois podem perder sua cor e seu brilho facilmente. Esta pedra pode sofrer alterações pelo suor da pele, cosméticos ou pela perda de sua umidade natural. Deve-se tomar cuidado com riscos ou raspões.

Propriedades: Tem a capacidade de absorver sentimentos negativos que podem vir a seu portador. Sua cor muda quando o portador está doente ou quando algo desagradável está para acontecer. Protege contra poluição do ambiente. Pedra sagrada para o Budismo Tibetano. Grande poder de cura, símbolo do mar e céu, protege contra choques de acidentes violentos.

Comentários