MINHA CONTA

Endereço de e-mail

Senha

Joias de Prata 925 e 950

Anéis de Prata 925 e 950 com Pedras

anel de prata 925 com opala de fogo top safiras e 20 diamantes naturais

anel de prata 925 com opala de fogo top safiras e 20 diamantes naturais

(001128)

Marca:  Joias de Prata  | 

Modelo:  Aneis de Prata 925 com Diamantes Naturais

Anel de Prata 925 com Opala de Fogo Amarela Top, Safiras e 20 Diamantes Naturais linda jóia com diamantes

mais informações

anel de prata 925 com opala de fogo top safiras e 20 diamantes naturais

(001128)

Marca:  Joias de Prata  | 

Modelo:  Aneis de Prata 925 com Diamantes Naturais

Anel de Prata 925 com Opala de Fogo Amarela Top, Safiras e 20 Diamantes Naturais linda jóia com diamantes

mais informações

As combinações acima não possuem estoque.

de: R$ 3.798,00

por: R$ 1.978,00

ou por 12x de R$ 193,53 com juros

ESTOQUE: 1

Quantidade

+

-

COMPRAR

Frete e prazo

Frete e prazo

calcular

Não sei meu cep

Descrição do Produto

Anel de Prata 925 com Opala Amatela Top, Safiras e 20 Diamantes Naturais

Nome da(s) Pedra(s): Opala Amarela Top, Safiras e 20 Diamantes Naturais
Cor da(s) Pedra(s): Amarelo, Azul e Pêssego
Aro: 17,0*
Peso: 3,9 gramas, ou 19,27 CT. (peso total de prata + pedra)
Tipo de Metal: Prata 925
Dimensões da(s) Pedra(s): 1,0 a 9,0 X 7,5 mm; Diamantes: 1,0 mm (20 peças)
Face: 13,0 mm
Lapidação: Oval, Redonda Facetada e Redonda Simples
Clareza da(s) Pedra(s): Excelente e Transparente
Brilho: Lindo
Tratamento: Não Aquecido, Aquecido e Sem Tratamento
Origem da(s) Gema(s): Austrália e África
Origem da Jóia: Thailândia

*OBS: O aro do anel pode ser alterado para qualquer tamanho; basta adquirir um item "Ajuste de Anel" no Departamento "Outros" para cada anel que deve ser alterado e informar o número desejado no campo "Observações" na conclusão do pedido.

Curiosidades:

Opala de Fogo Australiana

A Opala de Fogo Australiana é um mineral brilhante, colorido e translúcido que é comercialmente extraído e utilizado como uma pedra preciosa. Noventa e cinco por cento das opalas preciosas do mundo são minadas na Austrália, e a indústria de mineração de pedras é uma parte vital da economia australiana. A Opala de Fogo Australiana tem uma história rica, uma área geográfica definida, uma grande importância econômica, características bonitas e classificações diversas.

História

Em 1849, as opalas de fogo foram descobertas em Angaston, sul da Austrália, por um geólogo alemão chamado Johannes Menge. Lentamente, a mineração comercial de opalas começou na Austrália, com amostras sendo enviadas à Europa para corte, polimento e vendas. Por causa de sua rentabilidade, as operações de processamento das pedras foram transferidas para a Austrália, e os moradores locais foram contratados para ajudar. Isto eventualmente levou os australianos a dominar tanto a mineração quanto a preparação das pedras. Em 1932, o mercado europeu já não era mais capaz de acompanhar o fluxo australiano de pedras no mercado. Apesar de ter havido um declínio da indústria durante a Grande Depressão, a Austrália vem sido a líder mundial na produção da opala de fogo desde então.

Geografia

A mineração e produção de opalas de fogo são dominadas pelo sul da Austrália, com a maioria dos campos de opala sendo encontrada na parte da Grande Bacia Australiana do Estado. Esta tem uma característica geográfica grande, que abrange 1,7 milhões de km. O terreno nesta área consiste em colinas e vales, com depósitos de opalas sendo encontrados entre apenas 20 e 30 metros abaixo da superfície. As cidades de Coober Pedy, Mintabie e Andamooka são as grandes cidades na Grande Bacia Australiana que produzem opalas.

Significado

Existem aproximadamente 223.000 km quadrados de opalas de fogo inexplorados no sul da Austrália. Estima-se que a mineração dessas opalas poderá gerar US$ 4,7 bilhões, o que indica que as opalas de fogo continuarão a ser um recurso valioso para a economia australiana. Aos consumidores, as opalas também oferecem um potencial grande investimento. As opalas de mais alta qualidade custam aproximadamente US$ 11.000 por quilate, e, com média qualidade aproximadamente cerca de US $ 1.000 por quilate.

Características

Opalas de fogo australianas diferem das opalas de fogo extraídas em outras partes do mundo, que são, na maioria, de um sólido laranja, vermelho ou cor de âmbar. Opalas de fogo tipicamente australianas têm uma variedade de cores vibrantes visível na superfície das gemas. Estas cores podem ter qualquer combinação de tons, incluindo os vermelhos, laranjas, amarelos, azuis, verdes e roxos. Estas cores dão à pedra o nome "fogo". Na escala Moh de dureza, opalas de fogo registram em torno de 5,5, tornando-as pedras semi-maleáveis. Seu brilho é classificado como vidro ou vítreo.

Classificação

As Opalas de fogo são classificadas por vários fatores diferentes, incluindo o tom do corpo, jogo da cor, brilho, padrões e falhas. Em termos de tom do corpo, quanto mais escura a opala de fogo, mais valiosa ela é considerada. O jogo da cor descreve todas as cores do espectro que são representadas em cada pedra, com pedras mostrando distinção em todas as sete tonalidades do espectro, chegando a valores mais elevados. Cada opala de fogo tem seu próprio padrão de fogo, e o tipo de padrão contribui largamente para o valor da pedra; quanto mais raro um tipo padrão particular, mais preciosa a opala. Falhas são manchas naturais que ocorrem na superfície do opala, diminuindo o seu valor: rachaduras, inclusão de areia, linhas de superfície cinzenta e seções com ausência de cores.

Safira

O nome Safira vem do grego e significa "azul". Antigamente, o nome safira era utilizado para designar todas as pedras azuis. A safira pertence ao mesmo grupo do rubi, o grupo dos coríndon. As safiras possuem diversas cores, desde o azul, amarela, rosa, laranja, pois a única cor da família dos coríndons que não é safira é a vermelha, que é o rubi. Em 1966, foi encontrada a maior safira estrelada (astérica), um cristal de 63.000 quilates (=12,6kg).

Jazidas: As jazidas mais importantes de safiras estão na Austrália (Queensland, desde 1870), Birmânia, Norte da África, Sri Lanka e Tailândia. As melhores Safiras vinham, antigamente, de Kashmir, na Índia; a jazida se encontrava a 5000m de altitude e estava sendo explorada desde 1880 e parece estar esgotada

Cuidados com sua safira: É uma pedra muito resistente, um dos mais duráveis. Deve-se apenas tomar cuidado com os riscos.

Diamante

O nome diamante vem do grego e significa "inconquistável, indomável", devido à sua dureza.
Há, na história, diamantes famosos, principalmente por seu tamanho ou por sua cor.
No Brasil, os primeiros diamantes foram encontrados em 1725, em Diamantina-MG. Durante os séculos XVIII e XIX, o Brasil liderou a produção mundial de diamantes, superado depois pela África do Sul.
Apenas 20% dos diamantes são utilizados para joalheria, todo o resto é aproveitado na área industrial

Jazidas: Atualmente, a África do Sul é a maior produtora de diamantes do mundo. Foram encontradas, neste país, chaminés vulcânicas que contém a rocha matriz diamantífera. Podem ser encontrados também em muitos outros lugares da Terra, como o Brasil e a Sibéria.

Cuidados com seu diamante: O diamante é a pedra mais durável de todas as pedras preciosas existentes. O único cuidado que se deve ter com os diamantes é guardá-los separados de outras jóias, pois pode riscá-las.

PRODUTOS RELACIONADOS

Produtos Relacionados

Comentários