MINHA CONTA

Endereço de e-mail

Senha

Joias de Prata 925 e 950

Brincos de Prata 925 e 950

Brincos de Prata 925 com Turquesa Citrino e Madreperola

Brincos de Prata 925 com Turquesa Citrino e Madreperola

(000870)

Marca:  Preciosa  | 

Modelo:  Jóia de Prata 925 com Gemas Naturais

Brincos de Prata 925 com Turquesa Citrino e Madreperola

mais informações

Brincos de Prata 925 com Turquesa Citrino e Madreperola

(000870)

Marca:  Preciosa  | 

Modelo:  Jóia de Prata 925 com Gemas Naturais

Brincos de Prata 925 com Turquesa Citrino e Madreperola

mais informações

As combinações acima não possuem estoque.

de: R$ 1.398,00

por: R$ 738,00

ou por 6x de R$ 123,00 sem juros

ESTOQUE: 1

Quantidade

+

-

COMPRAR

Ver outras formas de pagamento e parcelamento

Frete e prazo

Frete e prazo

calcular

Não sei meu cep

Descrição do Produto

Brincos de Prata 925 com Turquesa Citrino e Madreperola


Nome da(s) Pedra(s): Turquesa, Citrino e Madrepérola
Cor da(s) Pedra(s): Azul, amarelo e multicor
Corte da(s) Pedra(s): Gota, Redonda e Fancy
Peso da Jóia: 16,8 g
Comprimento da jóia: 4,0 cm
Metal: Prata 925
Quantidade: 01 par


CURIOSIDADES:

Turquesa

Uma das gemas mais tradicionais, a turquesa, é um mineral valioso e é, possivelmente, o mais valioso mineral não-transparente no comércio de jóias. A turquesa tem sido minada por eras, desde pelo menos 6000 aC. pelos adiantados egípcios. Sua história também inclui belas criações ornamentais por nativos americanos e persas. Sua popularidade ainda é muito forte hoje.

Trata-se de um fosfato hidratado de cobre e alumínio. É reconhecida principalmente por sua cor, tão característica que se fala com muita freqüência em azul-turquesa.

A cor, na verdade, varia do azul-celeste, a mais valiosa, ao verde-azulado ou verde-amarelado. Os tons azuis são devidos ao cobre e os verdes, à presença de pequenas quantidades de ferro.

Ao contrário da maioria das gemas, a turquesa não tem brilho vítreo, e sim porcelânico. Tampouco mostra transparência, sendo translúcida a opaca.

Apesar da cor e brilho característicos, nem sempre é fácil identificar a turquesa. Existem outras gemas que podem se assemelhar a ela, como a amazonita, a crisocola e variscita.

Existe também a turquesa reconstituída, obtida com gema natural pulverizada misturada a uma cola e prensada, de modo a ficar compacta o suficiente para poder ser lapidada.
As turquesas mais valiosas provêm do Irã, mas este é desafiado por alguns espécimes do sudoeste dos Estados Unidos. No Brasil, a produção é muito pequena.
O nome turquesa pode ter sido dado com referência aos turcos, que introduziram esta pedra na Europa. Costuma-se lapidá-la na forma de cabochão e não facetada, pois além de ser uma pedra opaca, possui veios terrosos escuros.

Jazidas: As jazidas do Sinai foram exploradas há 4.000 anos a.C. As melhores turquesas são encontradas no Irã (turquesa persa). Outras jazidas podem ser encontradas no Afeganistão, Austrália, China (Tibete), Israel, Tanzânia e EUA.
Cuidados com sua turquesa: A natureza porosa e a baixa dureza do mineral tornam as pedras muito sensíveis, pois podem perder sua cor e seu brilho facilmente. Esta pedra pode sofrer alterações pelo suor da pele, cosméticos ou pela perda de sua umidade natural. Deve-se tomar cuidado com riscos ou raspões.

Propriedades: Tem a capacidade de absorver sentimentos negativos que podem vir a seu portador. Sua cor muda quando o portador está doente ou quando algo desagradável está para acontecer. Protege contra poluição do ambiente. Pedra sagrada para o Budismo Tibetano. Grande poder de cura, símbolo do mar e céu, protege contra choques de acidentes violentos.

Citrino

O nome, citrino, é derivado de sua cor amarelo-limão (do latim citrus). Os citrinos de cor amarelo-intensa chamados de "citrinos madeiras" são raros e muitas vezes são chamados, erroneamente, de topázio, devido à semelhança de sua cor.

Jazidas: As jazidas mais importantes de citrino estão no Brasil, República de Malgaxe, EUA, Espanha e Montes Urais.

Cuidados com seu citrino: Admirado por sua beleza e durabilidade, o citrino é uma boa escolha para o uso diário. Deve-se apenas tomar o cuidado de removê-lo quando for praticar atividades que possam riscá-los.

Propriedades: Força vibrante, usado principalmente no chakra do umbigo, sua energia nos dá a mesma sensação de estar no sol, aquece, penetra, energiza e dá vida. O domínio desse chakra é poderosíssimo, mexe com o corpo físico, ligado a negócios e ao poder.

Madrepérola

Madrepérola ou nácar é uma substância calcária, dura, brilhante, branca ou escura e iridescente produzida por diversos moluscos, especialmente os bivalves. É o principal componente das pérolas.

Produção
A madrepérola reveste o interior de diversas conchas. Também é liberada por alguns moluscos como uma reação a um corpo estranho que tenha entrado em sua membrana epitelial. O corpo estranho causa irritação ao animal, que passa a liberar essa secreção isolada para calcificação similar a parte interna da concha, formando uma pérola cujo tamanho varia de acordo com o tempo de resistência do corpo estranho no animal e das condições climáticas do meio ambiente.
A madrepérola é bastante utilizada na confecção de jóias. A madrepérola tem a mesma origem da pérola: a concha. Em alguns tipos de molusco, quando entra um corpo estranho em seu interior, o organismo do molusco começa a liberar uma substância nacarada que vai cobrir a parte interna da concha, e assim surge o que conhecemos como madrepérola.
Como o nome diz: madrepérola significa "mãe das pérolas". Diz a lenda que a deusa afrodite nasceu numa concha de madrepérola criada pela espuma do mar. É o símbolo das bodas de 31 anos.
Assim como a pérola, a madrepérola é orgânica, e por isso precisa quase dos mesmos cuidados que a pérola como por exemplo: evitar guardar em lugares fechados, onde a peça não respira, alguns tipos de pele contém substâncias que podem alterar a madrepérola, não guarde sua peça com madrepérola em lugares umidos, e nem onde tem calor excessivo.
As ostras que produzem a madrepérola são as ostras conhecidas como ostras bivalves. As ostras que são encontradas no Pacífico Sul são grandes, e é delas que se tira a maior parte da madrepérola encontrada no mundo. Países como a nova zelândia, Austrália, Estados Unidos e Filipinas produzem madrepérolas, e as melhores são encontradas em mares tropicais. O Japão além de produzir lindas pérolas, também produz a madrepérola.
No Brasil as ostras encontradas na parte sul da Ilha de Marajó produzem um tipo de madrepérola interessante, ela é mais espessa que as demais, essas ostras tem em média 10 cm, e uma forma alongada, além de produzirem madrepérolas excepcionais, as pérolas produzidas por ostras encontradas nessa região apresentam boa qualidade, existem até casos de pessoas que quando comem as ostras de lá encontram uma pérola no meio.
Assim como na pérola, a cor da madrepérola vai depender da cor do interior da ostra, se a ostra tem um interior rosado, a madrepérola será rosada, se for da cor creme, a madrepérola terá a cor creme, alguns tipos de madrepérola apresentam duas nuances, as vezes creme com nuances prateadas, ou creme com nuances rosadas. O material que compõe a madrepérola é o nácar, mesma composição da pérola, a diferença é que na madrepérola o nácar se deposita em toda a parte interna da concha, e não somente no meio como na pérola. É uma pedra resistente, calcária, flexível as que apresentam um tom opaco, tem baixo valor, as que apresentam brilho são as que valem mais. Podem ter diversas cores como: o creme, o rosa, o verde, e o prata.
A madrepérola é utilizada tanto em bijouterias quanto em jóias, diferente da pérola, ela não é tão rara, e seu cultivo é mais fácil que a da pérola.

Uso em instrumentos musicais
A madrepérola tem uso também nos instrumentos musicais. O profissional chamado Luthier, cria seus instrumentos utilizando-a para marcar o braço com pequenos cilindros, já alguns chegam a fazer desenhos das mais variadas formas (no braço de instrumentos) com a madre. Ela também é utilizada na construção de tarrachas, knobs, acabamentos e "escudos" tanto em guitarras como em contra-baixos. A Madrepérola também é utilizada no fabrico de teclas para acordeon. A pérola é um objeto muito valioso.

Aspectos culturais
Nácar é a substância que representa as bodas de trinta e um anos de casamento. Segundo algumas versões da Mitologia greco-romana, a deusa Vénus (para os romanos) ou Afrodite (para os gregos) nasceu de dentro de uma concha madrepérola tendo sido criada pelas espumas do mar.
A madrepérola pode refletir freqüências difererentes da luz de acordo com a maneira como é iluminada, de modo que pode apresentar cores variadas, que vão dos rosas, aos azuis, verdes e amarelos, em várias tonalidades. Esse efeito é considerando bastante agradável à vista.
As pérolas são pequenas esferas feitas de nácar. São gemas bastante apreciadas. Quanto maiores forem, mais apreciadas são.

PRODUTOS RELACIONADOS

Produtos Relacionados

Comentários