MINHA CONTA

Endereço de e-mail

Senha

Broche Floral de Ouro 14 k Plated com Multigemas Coloridas Naturais Imagem 1 Broche Floral de Ouro 14 k Plated com Multigemas Coloridas Naturais Imagem 2
Imagem 1
Imagem 2

Joias de Ouro Plated 14K em Prata 925

Broche de Ouro 14k em Prata 925

Broche Floral de Ouro 14 k Plated com Multigemas Coloridas Naturais

Broche Floral de Ouro 14 k Plated com Multigemas Coloridas Naturais

(150060)

Marca:  Preciosa  | 

Modelo:  Jóia de Ouro 14 k Plated em Prata 925 com Gemas Naturais

Gracioso Broche Floral de Ouro Branco 14 k Plated (Prata 925) com Multigemas Coloridas Naturais

mais informações

Broche Floral de Ouro 14 k Plated com Multigemas Coloridas Naturais

(150060)

Marca:  Preciosa  | 

Modelo:  Jóia de Ouro 14 k Plated em Prata 925 com Gemas Naturais

Gracioso Broche Floral de Ouro Branco 14 k Plated (Prata 925) com Multigemas Coloridas Naturais

mais informações

As combinações acima não possuem estoque.

Produto temporariamente indisponível

Descrição do Produto

DESCRIÇÃO: 

Broche Floral de Ouro e Branco 14 k Plated em Prata 925 com Safiras Coloridas, Esmeraldas e Granadas Tzavoritas Naturais

Nome da(s) Pedra(s): Safiras , Esmeraldas e Granadas Tzavoritas Naturais
Cor da(s) Pedra(s): Vermelho, Verde, Amarelo, Laranla, Lilás, Vinho e Azul
Corte da(s) Pedra(s): Redonda, Marquise Facetada e Redonda Diamante
Tamanho da(s) Pedra(s): 1,5 mm a 5,0 X 2,5 mm
Peso da Jóia: 4,38 g, ou 21,90 Cts (peso total de prata + pedra)
Tamanho da jóia: 34,0 X 23,0 mm
Claridade: IF a VVS e Transparente
Brilho: Arrebatador
Tratamento: Com e Sem Aquecimento
Origem da(s) Pedra(s): Songea (África), Brasil, África e Quênia (África)
Origem da Jóia: Thailândia
Metal: Ouro Branco 14 K Plated em Prata 925
Quantidade: 01 peça

CURIOSIDADES:

Granada:

As granadas, assim como as turmalinas, são um grupo de gemas que compreende várias espécies, e não uma única espécie com diversas variedades, como é o caso do quartzo. Indica um grupo de minerais silicatos, de propriedades semelhantes, mas de composição química diferentes.
Quando se fala de granada, em Gemologia, não se está designando uma espécie mineral, mas sim um grupo de minerais que possuem várias características semelhantes.
Usualmente, associa-se as granadas à cor vermelha, mas elas podem ter várias outras cores, incluindo o incolor, exceto na cor azul. Não apresentam clivagem o que, aliado ao fato de serem do sistema cúbico, facilita bastante sua lapidação, pois não há necessidade de se orientar o cristal para lapidá-lo.
Esses minerais são silicatos que cristalizam no sistema cúbico, exibindo muito freqüentemente cristais granulares (daí seu nome), bem formados, com todas as faces (cristais euédricos). Podem ser, por exemplo, dodecaedros, que têm doze faces. Eles não costumam ser grandes, mas achou-se na Noruega um cristal de granada de 2,30 m de diâmetro e 37,5 t, o maior de que se tem notícia.
As granadas são transparentes a semitransparentes ou opacas, de brilho vítreo e resinoso, graxo ou adamantino. A dureza varia de 6,5 a 7,5 e a densidade, de 3,50 a 4,20. Traço branco, fratura concóide, quebradiça, irregular. A granada pode ocorrer também em massas granulares compacta
É uma gema que pode ter várias cores, à exceção do azul. O nome granada não designa uma gema, mas um grupo de gemas. As granadas mais importantes como pedras preciosas são piropo (a mais valiosa), rodolita, tsavorita, almandina, espessartina, grossulária, hessonita e andradita. Conforme a espécie, pode-se ter uma granada incolor, vermelha (a mais comum), amarela, marrom, preta e até verde (chamadas demantóide e tsavorita). As espécies mais comuns são almandina (a mais usada como gema), grossulária, spessartita, andradita, piropo e uvarovita. Elas possuem diversas variedades, como rodolita, hessonita, tsavorita e topazolita, por exemplo.
Os tons rubros vão desde o framboesa até o vermelho cor de sangue. 
Os tons de verde são equivalentes aos das esmeraldas, existindo ainda granadas em tonalidades de amarelo, laranja e castanho. 
Os variados aspectos das granadas possibilitam uma utilização adequada a todos os gostos e é acessível a todos os bolsos. 
Os piropos maiores têm até dois quilates, podendo ter um vermelho bonito. As almandinas vão do laranja-averrnelhado ao vermelho. Já a rodolita tem cor vermelho-arroxeada ou roxo-averrnelhada, algumas vezes rosa ou vermelho-púrpura. Raramente tem mais de cinco quilates. Muitas gemas, vendidas como rodolita são, na verdade almandina ou piropo. Outras granadas são as andraditas, que podem ser verdes, amarelas, marrons ou pretas. A granada mais valiosa é a tsavorita, que possui um verde esmeralda profundo. Existem ainda outras granadas, que têm cores que vão do amarelo ao rosa.
A mais valiosa dessas espécies é, para alguns, o piropo, de cor vermelha bem viva. Walter Schumann, porém, considera o demantóide, uma variedade de andradita, a granada de maior valor. A propósito, é bom lembrar que a andradita tem esse nome em homenagem a um brasileiro, José Bonifácio de Andrade e Silva ? o Patriarca da Independência (que além de político, foi um grande mineralogista e descobridor de vários minerais). 

Jazidas: Os principais centros de extração de granadas são a África do Sul, o Sri Lanka, Madagáscar, Brasil, Índia e Austrália. 

Cuidados com a sua Granada: Tal como para as restantes gemas, temos que as proteger de riscos e de temperaturas elevadas. 

Propriedades: Clarividência, orgulho, sucesso, autoconfiança, força e vitória. Liga ao coração e sexualidade.

Granada Tsavorita

A Tsavorita é um tipo raro de granada que só foi descoberto em 1967 na África Oriental. O nome é derivado do Tsavo National Park, no Quênia, lugar de sua descoberta.
É na verdade uma variedade de granada grossularite, que é um silicato de alumínio de cálcio.
A Tsavorita é colorida por traços de cromo ou vanádio, dando-lhe que como distintivo sua cor verde esmeralda. Sua cor viva e sua extrema raridade causaram muita comoção no mundo gemológio.
Tsavoritas grandes são extremamente raras, e muito mais raras do que as grandes esmeraldas. Também são mais brilhantes, devido a um alto índice de refração. A tsavorita também é uma pedra preciosa mais durável.
Mineiros estimam que 85% do material extraído em pedras rende menos de 1 quilate. Até o momento depósitos tsavorita só foram encontrados no Quênia e Tanzânia, na África Oriental, e, mais recentemente (1991) em Madagascar. 

 

Safira

O nome Safira vem do grego e significa "azul". Antigamente, o nome safira era utilizado para designar todas as pedras azuis. A safira pertence ao mesmo grupo do rubi, o grupo dos coríndon. As safiras possuem diversas cores, desde o azul, amarela, rosa, laranja, pois a única cor da família dos coríndons que não é safira é a vermelha, que é o rubi. Em 1966, foi encontrada a maior safira estrelada (astérica), um cristal de 63.000 quilates (=12,6kg).

Jazidas: As jazidas mais importantes de safiras estão na Austrália (Queensland, desde 1870), Birmânia, Norte da África, Sri Lanka e Tailândia. As melhores Safiras vinham, antigamente, de Kashmir, na Índia; a jazida se encontrava a 5000m de altitude e estava sendo explorada desde 1880 e parece estar esgotada

Cuidados com sua safira: É uma pedra muito resistente, um dos mais duráveis. Deve-se apenas tomar cuidado com os riscos.

 

Esmeralda

A esmeralda, assim como o berilo e a água-marinha, é do grupo do berilo e é a pedra mais nobre desse grupo. O seu nome provém do grego smaragdos, mas a origem provavelmente é do hindu antigo e significa "pedra verde".
Somente as qualidades mais preciosas de esmeralda são transparentes. Geralmente esta pedra aparece com inclusões e estas não são consideradas defeitos desde que não sejam importantes. Estas inclusões, muitas vezes, são prova de que a pedra é autêntica.

Jazidas: As jazidas mais importantes de esmeralda estão na Colômbia. A melhor delas foi explorada pelos incas e posteriormente abandonada. No séc. XVII esta jazida foi redescoberta e possui esmeraldas de qualidade muito fina. Existem também jazidas no Brasil e no Zimbábue.
Cuidados com sua esmeralda: A esmeralda não deve ser utilizada em atividades como esportes, trabalhos de casa ou qualquer outra atividade na qual a esmeralda possa receber pancadas. A esmeralda é uma pedra muito sensível a batidas fortes e riscos. Devem-se evitar também mudanças de temperatura repentinas.

PRODUTOS RELACIONADOS

Produtos Relacionados

Comentários

DÚVIDAS? CLIQUE AQUI!