MINHA CONTA

Endereço de e-mail

Senha

Joias de Ouro Plated 14K em Prata 925

Colar e Gargantilha de Ouro 14K em Prata 925

Colar de Ouro Rose 14 k Plated (Prata 925) com Multigemas Naturais Lapidação Diamante

Colar de Ouro Rose 14 k Plated (Prata 925) com Multigemas Naturais Lapidação Diamante

(001206)

Marca:  Preciosa  | 

Modelo:  Jóia de Ouro 14K Plated em Prata 925 com Gemas Naturais

Espetacular Colar de Ouro Rose 14 k Plated em Prata 925 com Safiras, Rubis, Turmalinas e Pérola Naturais

mais informações

Colar de Ouro Rose 14 k Plated (Prata 925) com Multigemas Naturais Lapidação Diamante

(001206)

Marca:  Preciosa  | 

Modelo:  Jóia de Ouro 14K Plated em Prata 925 com Gemas Naturais

Espetacular Colar de Ouro Rose 14 k Plated em Prata 925 com Safiras, Rubis, Turmalinas e Pérola Naturais

mais informações

As combinações acima não possuem estoque.

de: R$ 1.798,00

por: R$ 898,00

ou por 6x de R$ 149,67 sem juros

ESTOQUE: 1

Quantidade

+

-

COMPRAR

Ver outras formas de pagamento e parcelamento

Frete e prazo

Frete e prazo

calcular

Não sei meu cep

Descrição do Produto

DESCRIÇÃO:

Colar de Ouro Rose 14 k Plated em Prata 925 com Safiras, Rubis, Turmalinas e Pérola Naturais

Nome da(s) Pedra(s): Safiras, Rubis, Turmalinas e Pérola Naturais
Cor da(s) Pedra(s): Azul, Amarelo, Verde, Rosa e Creme Rosado
Corte da(s) Pedra(s): Redonda Diamante, Redonda Facetada e Redonda Botão
Peso da Jóia: 9,2 g, ou 45,21 CT. (peso total de prata + pedra)
Comprimento Total: 43,1 Cm ? Pingente: 42,0 X 32,0 mm
Dimensões da(s) Pedra(s): 1,5 mm a 2,5 mm; Pérola: 7,4 mm
Clareza: IF a VVS e Excelente
Brilho: Sedutor
Tratamento: Não Aquecido e Aquecido
Origem: Songea (África), China e África
Origem da Jóia: Thailândia
Metal: Prata 925 com Plated de Ouro Rose 14 k
Quantidade: 01 peça

CURIOSIDADES:

Rubi

O nome rubi vem do latim "Ruber" que significa vermelho. Assim como a safira é do grupo dos Coríndons. É o mineral mais duro depois do diamante. Assim como as esmeraldas, possuem muitas inclusões que são provas de sua legitimidade. Apenas 1% dos rubis é utilizado para joalheria. Os rubis grandes são raros e muito valiosos. O maior rubi digno de ser lapidado tinha 400 ct e foi encontrado na Birmânia.
Jazidas: As jazidas de Rubi estão localizadas principalmente em Sri Lanka, Índia, Birmânia, Tailândia e Tanzânia

Cuidados com o rubi: O Rubi é a mais durável das pedras preciosas depois do diamante. Para assegurar longa vida de sua jóia proteja-a dos riscos.

Pérolas

Sobre Pérolas
A origem da palavra pérola vem do latim e seu significado talvez venha de um molusco "perna" ou devido a sua forma esférica "sphaerula". As pérolas são produzidas por moluscos e seu tamanho varia do de uma cabeça de alfinete e o de um ovo de pomba. A maior pérola encontrada pesa 450 quilates. A pérola se origina de uma reação do molusco a corpos estranhos que penetram no seu interior.
Certos moluscos bivalves (duas conchas), como alguns mexilhões e ostras, criam pérolas como uma reação a um agente irritante que se alojou dentro da concha. Na natureza, essa irritação pode ser microscópica, como um parasita, ou um grão de areia. O molusco segrega nácar, o mesmo material usado na parte interna da concha, e, ao longo do tempo, o nácar vai envolvendo o intruso, criando a pérola. Pérolas naturais podem não ser, necessariamente, perfeitamente redondas. Quanto mais tempo o molusco trabalha para criar a pérola, maiores as chances de a pérola ser deformada ou oca. Tanto os moluscos de água salgada quanto os de água doce produzem pérolas.

Pérolas de cultura
As pérolas cultivadas não são uma imitação, mas sim uma forma do homem colaborar para sua formação natural. A produção das pérolas cultivadas é causada pela introdução de corpos estranhos nos moluscos.
Quando os técnicos introduzem um irritador em um molusco, ele se protege com nácar, como de costume, e o resultado é uma pérola "real". No entanto, o irritador é muito maior que um grão de areia ou um parasita. Moluscos de água salgada são semeados com uma lasca pequena de madrepérola (material do interior da concha), mais um pedacinho de seu próprio tecido, o que leva à produção da pérola imediatamente. Pérolas de água salgada cultivadas, portanto, começam maiores, têm um centro não-nácar, são uniformemente arredondadas e estão prontas para a colheita mais cedo do que uma pérola natural.

Jazidas: As pérolas de melhor qualidade encontram-se no Golfo Pérsico (pérola do oriente). Existe também extração na Índia e Sri Lanka, na Austrália e na América Central. As pérolas cultivadas são produzidas em larga escala no Japão.
Cuidados com a pérola: As pérolas têm que ser armazenadas separadamente das outras peças, envolvidas em tecido. Limpe-as com um pano úmido e evite produtos químicos da casa, produtos para os cabelos, cosméticos e perfumes, pois tiram o brilho das pérolas

Turmalinas:

Nenhuma gema possui tantas variedades de cores como a turmalina. Os holandeses levaram as turmalinas à Europa em 1703. As turmalinas de uma só cor são muito raras. Num mesmo cristal ocorrem, com freqüência, distintas tonalidades e cores.

Jazidas: As jazidas mais importantes de turmalina estão em Sri Lanka, República de malgaxe, Brasil e Moçambique.

Cuidados com sua Turmalina: Recomenda-se tirar a sua jóia para atividades que possam desgastar, riscar ou quebrar a pedra.

Turmalina Azul:
Também conhecida como Turmalina Indicolita, é uma classe de turmalina muito rara, quase escassa, muito desejada pelos peritos de pedras preciosas.

Turmalina negra:
É uma pedra muito bonita e resitente. Das turmalinas é a única que só é encontrada na claridade opaca, não existe turmalina preta transparente. Também é muito encontrada nos quartzo cristais, dando-se a eles o nome de quartzos turmalinados, ou quartzos rutilados.

Turmalina Paraíba:
É conhecida por este nome devido ao estado da Paraíba, no Brasil, onde ela foi descoberta por Heitor Dimas. É considerada uma pedra muito rara e de um valor muito alto. Esta é uma das pedras preciosas mais valiosas que o Brasil possui. A cor azul desta pedra é diferente por causa do cobre e manganês encontrados em sua composição.

Turmalina Rosa:
Conhecida também como Turmalina Rubelita, nome derivado da semelhança de sua cor com a do rubi. Esta também foi uma forma de classificá-la. É uma pedra muito admirada na joalheria e por colecionadores, e seu valor depende muito da sua claridade e da intensidade de sua cor.

Turmalina verde:
É a turmalina mais comum a ser encontrada, mas a sua tonalidade de verde também varia muito de pedra para pedra, e assim como a turmalina rubelita, o seu valor depende muito de sua claridade, limpeza e intensidade. Também é muito apreciada na joalheira e por colecionadores.

Turmalina Bicolor: `
Conhecida também como "Turmalina Melancia" por causa da sua cor verde e rosa, e muitas vezes amarelada, é uma pedra muito apreciada por colecionadores, e muito usada para fazer jóias exóticas dada a sua beleza. É uma pedra com um valor razoavelmente caro, dependendo da sua qualidade e do seu corte ou lapidação.

Safira

O nome Safira vem do grego e significa "azul". Antigamente, o nome safira era utilizado para designar todas as pedras azuis. A safira pertence ao mesmo grupo do rubi, o grupo dos coríndon. As safiras possuem diversas cores, desde o azul, amarela, rosa, laranja, pois a única cor da família dos coríndons que não é safira é a vermelha, que é o rubi. Em 1966, foi encontrada a maior safira estrelada (astérica), um cristal de 63.000 quilates (=12,6kg).

Jazidas: As jazidas mais importantes de safiras estão na Austrália (Queensland, desde 1870), Birmânia, Norte da África, Sri Lanka e Tailândia. As melhores Safiras vinham, antigamente, de Kashmir, na Índia; a jazida se encontrava a 5000m de altitude e estava sendo explorada desde 1880 e parece estar esgotada

Cuidados com sua safira: É uma pedra muito resistente, um dos mais duráveis. Deve-se apenas tomar cuidado com os riscos.



PRODUTOS RELACIONADOS

Produtos Relacionados

Comentários