MINHA CONTA

Endereço de e-mail

Senha

Joias de Prata 925 e 950

Pingentes de Prata 925 e 950

Pingente de Prata 925 com Opalas de Fogo e Rubis Naturais e Zircônias Cúbicas

Pingente de Prata 925 com Opalas de Fogo e Rubis Naturais e Zircônias Cúbicas

(150200)

Marca:  Preciosa  | 

Modelo:  Jóia de Prata 925 com Gemas Naturais e Sintéticas

Exótico Pingente de Prata 925 com Opalas de Fogo e Rubis Naturais e Zircônias Cúbicas

mais informações

Pingente de Prata 925 com Opalas de Fogo e Rubis Naturais e Zircônias Cúbicas

(150200)

Marca:  Preciosa  | 

Modelo:  Jóia de Prata 925 com Gemas Naturais e Sintéticas

Exótico Pingente de Prata 925 com Opalas de Fogo e Rubis Naturais e Zircônias Cúbicas

mais informações

As combinações acima não possuem estoque.

de: R$ 598,00

por: R$ 338,00

ou por 6x de R$ 56,33 sem juros

ESTOQUE: 1

Quantidade

+

-

COMPRAR

Ver outras formas de pagamento e parcelamento

Frete e prazo

Frete e prazo

calcular

Não sei meu cep

Descrição do Produto

DESCRIÇÃO: 

Pingente de Prata 925 com Opala de Fogo e Rubis Africanos Naturais e Zircônias Cúbicas Sintéticas, e com Aplicação de Ródio Negro

Nome da(s) Pedra(s): Opalas e Rubis Naturais e Zircônias Sintéticas
Cor da(s) Pedra(s): Amarelo Iridescente, Vinho e Branco
Corte da(s) Pedra(s): Oval Cabochão, Marquise Facetada e Redonda Diamante
Peso da Jóia: 2,9 g, ou 14,50 CT. (peso total de prata + pedra)
Tamanho da jóia: 33,0 X 19,0 mm
Dimensões da(s) Pedra(s): 2,0 mm a 6,0 X 4,0 mm; ZC: 1,0 mm
Clareza: Transparente e IF a VVS
Brilho: Arrebatador
Tratamento: Com e Sem Aquecimento
Origem da(s) Gema(s): Etiópia, África e Brasil
Origem da Jóia: Thailândia
Metal: Prata 925 com Aplicação de Ródio Negro


CURIOSIDADES:

Rubi

O nome rubi vem do latim "Ruber" que significa vermelho. Assim como a safira é do grupo dos Coríndons. É o mineral mais duro depois do diamante. Assim como as esmeraldas, possuem muitas inclusões que são provas de sua legitimidade. Apenas 1% dos rubis é utilizado para joalheria. Os rubis grandes são raros e muito valiosos. O maior rubi digno de ser lapidado tinha 400 ct e foi encontrado na Birmânia.

Jazidas: As jazidas de Rubi estão localizadas principalmente em Sri Lanka, Índia, Birmânia, Tailândia e Tanzânia 

Cuidados com o rubi: O Rubi é a mais durável das pedras preciosas depois do diamante. Para assegurar longa vida de sua jóia proteja-a dos riscos.

 

Opala

As opalas são pedras conhecidas pela sua grande variedade de cores na mesma pedra. Seu jogo de cores varia segundo o ângulo em que se olha. Há tempos atrás, estas cores eram explicadas como sendo uma refração da luz sobre lâminas muito finas. Hoje sabemos que são minúsculas esferas do cristal cristobalita inclusas em uma massa de sílica. 
O nome OPALA é de origem sânscrita "upala" que quer dizer pedra preciosa. 
Opalas de elevada qualidade chegam a ser mais valiosas que os diamantes, podendo chegar a U$ 20.000 por quilate.
A opala é a pedra preciosa pedra oficial do mês de outubro aprovada pela American National Association of Jewelers em 1912. Também é a pedra de nascimento do signo de Libra. 

Jazidas: Até o inicio deste século, as opalas mais nobres provinham da extremidade oriental da Tcheco-Eslováquia. Logo depois foram encontradas jazidas australianas de boa qualidade. Existem jazidas também no Brasil, Guatemala, Honduras, Japão e EUA. Acredita-se que as opalas demoram aproximadamente 60 milhões de anos para se formar. 

Cuidados com a sua opala: A opala é uma pedra que sempre contém um pouco de água em sua composição. Sua proporção varia de muito pouco a 30% de água. Com o tempo, a pedra pode perder sua água e ficar com fissuras e diminuir sua opalescência. Embebendo a pedra em azeite ou água, as fissuras desaparecem, ainda que temporariamente. Para impedir seu envelhecimento e incrementar seu jogo de cores, é aconselhável guardá-la em algodão úmido. É uma pedra muito sensível também à pressão e golpes, assim como ácidos e álcalis. Mantenha-a sempre longe de mudanças bruscas de temperatura e produtos de limpeza.

Propriedades: Auxilia no crescimento das crianças. É a gema de Deus, do Amor, Fé e Criatividade. Contém água, fogo e éter. Deveria ser usada num cordão de ouro ou anel de ouro.

Opala de Fogo Australiana

A Opala de Fogo Australiana é um mineral brilhante, colorido e translúcido que é comercialmente extraído e utilizado como uma pedra preciosa. Noventa e cinco por cento das opalas preciosas do mundo são minadas na Austrália, e a indústria de mineração de pedras é uma parte vital da economia australiana. A Opala de Fogo Australiana tem uma história rica, uma área geográfica definida, uma grande importância econômica, características bonitas e classificações diversas. 

História 

Em 1849, as opalas de fogo foram descobertas em Angaston, sul da Austrália, por um geólogo alemão chamado Johannes Menge. Lentamente, a mineração comercial de opalas começou na Austrália, com amostras sendo enviadas à Europa para corte, polimento e vendas. Por causa de sua rentabilidade, as operações de processamento das pedras foram transferidas para a Austrália, e os moradores locais foram contratados para ajudar. Isto eventualmente levou os australianos a dominar tanto a mineração quanto a preparação das pedras. Em 1932, o mercado europeu já não era mais capaz de acompanhar o fluxo australiano de pedras no mercado. Apesar de ter havido um declínio da indústria durante a Grande Depressão, a Austrália vem sido a líder mundial na produção da opala de fogo desde então. 

Geografia 

A mineração e produção de opalas de fogo são dominadas pelo sul da Austrália, com a maioria dos campos de opala sendo encontrada na parte da Grande Bacia Australiana do Estado. Esta tem uma característica geográfica grande, que abrange 1,7 milhões de km. O terreno nesta área consiste em colinas e vales, com depósitos de opalas sendo encontrados entre apenas 20 e 30 metros abaixo da superfície. As cidades de Coober Pedy, Mintabie e Andamooka são as grandes cidades na Grande Bacia Australiana que produzem opalas. 

Significado 

Existem aproximadamente 223.000 km quadrados de opalas de fogo inexplorados no sul da Austrália. Estima-se que a mineração dessas opalas poderá gerar US$ 4,7 bilhões, o que indica que as opalas de fogo continuarão a ser um recurso valioso para a economia australiana. Aos consumidores, as opalas também oferecem um potencial grande investimento. As opalas de mais alta qualidade custam aproximadamente US$ 11.000 por quilate, e, com média qualidade aproximadamente cerca de US $ 1.000 por quilate. 

Características 

Opalas de fogo australianas diferem das opalas de fogo extraídas em outras partes do mundo, que são, na maioria, de um sólido laranja, vermelho ou cor de âmbar. Opalas de fogo tipicamente australianas têm uma variedade de cores vibrantes visível na superfície das gemas. Estas cores podem ter qualquer combinação de tons, incluindo os vermelhos, laranjas, amarelos, azuis, verdes e roxos. Estas cores dão à pedra o nome "fogo". Na escala Moh de dureza, opalas de fogo registram em torno de 5,5, tornando-as pedras semi-maleáveis. Seu brilho é classificado como vidro ou vítreo. 

Classificação 

As Opalas de fogo são classificadas por vários fatores diferentes, incluindo o tom do corpo, jogo da cor, brilho, padrões e falhas. Em termos de tom do corpo, quanto mais escura a opala de fogo, mais valiosa ela é considerada. O jogo da cor descreve todas as cores do espectro que são representadas em cada pedra, com pedras mostrando distinção em todas as sete tonalidades do espectro, chegando a valores mais elevados. Cada opala de fogo tem seu próprio padrão de fogo, e o tipo de padrão contribui largamente para o valor da pedra; quanto mais raro um tipo padrão particular, mais preciosa a opala. Falhas são manchas naturais que ocorrem na superfície do opala, diminuindo o seu valor: rachaduras, inclusão de areia, linhas de superfície cinzenta e seções com ausência de cores. 

PRODUTOS RELACIONADOS

Produtos Relacionados

Comentários